Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação

Arvorezinha, segunda-feira, 23 de maio de 2022 Telefone (51) 3772-0300

Atendimento Atendimento: Segunda a sexta-feira, das 07h30min às 11h30min e das 13h às 17h.

HISTÓRIA DO MUNICÍPIO

Em busca de desenvolvimento, os desbravadores descobriram esta localidade por volta de 1900. Logo após, chegaram os imigrantes, em sua maioria, Italianos, Portugueses, Negros, Alemães, entre outros, que além de sua imensa vontade de progredir, traziam uma grande fé, um sentimento cristão de que além da força do homem é necessária a ajuda divina. E junto chegou o cristianismo, que sempre foi o marco da união entre todos, pois ao redor de pequenas capelas grandes decisões foram tomadas.

 

A localidade de Alto da Figueira encontra-se a 750 metros acima do nível do mar com uma superfície de 577 km². Há relatos que “Figueira” é denominado devido ao nome do primeiro morador – Lino Figueira. Também, segundo os historiadores o nome “Figueira”, tem referência a árvore Figueira, localizada ao lado da Igreja Matriz.

 

Após a conscientização de seu grande valor e poder de produção, veio a política, de que a região tinha condições de gerir-se politicamente. Surgiu assim o movimento emancipacionista, e dali em diante, o povo laborioso trabalha para o desenvolvimento do município. Município este, que algumas vezes teve seu nome modificado para Alto Figueira, Figueira Alta e apenas Figueira.

 

E num decreto do Governo Estadual, determinando que deveriam ser extintos os nomes iguais, surgiu Arvorezinha, com referência à pequena Figueira localizada ao lado da Igreja Matriz.

 

A luta pela emancipação durou anos. Os primeiros passos foram dados com a criação do Instituto Estadual de Educação Felipe Roman Ross em 1940, a construção da Igreja Matriz de São João Batista em 1942, a chegada da energia elétrica em 1947 e com a criação do Hospital São João Batista em 06 de junho de 1953.

 

Em 30 de novembro de 1958 realizou-se o plebiscito, onde a maioria do eleitorado decide pelo novo município, com sede em Arvorezinha. Este movimento ganhou força e no dia 16 de fevereiro de 1959 foi assinado o Decreto-lei nº 3.717/59, pelo então governador Leonel de M. Brizola dando autonomia municipal à Arvorezinha, desmembrando-se de Encantado e Soledade.

 

No dia 25 de maio de 1959, realizou-se a primeira eleição municipal, onde foram eleitos, o primeiro prefeito Albino Martins Pinto e seu vice Darcy D. Pompermaier.

 

No mês seguinte em 06 de junho de 1959, o município foi legalmente instalado, onde tomou posse a primeira Câmara de Vereadores, e em 07 de junho de 1959, houve a posse do primeiro Prefeito e vice.

 

Através do grande desenvolvimento da região Arvorezinha teve seu primeiro distrito, Nova Alvorada, emancipado em 12 de maio de 1988 com uma área de 174 km². Em 1992 emancipou-se o distrito de Maurício Cardoso, hoje, atualmente cidade de Itapuca com uma área de 190 km².

 

Em localização, Arvorezinha perdeu mais da metade de seu território, ficando com uma área de 271,643 km². Pode ter perdido parte de seu vasto território, mas não perdeu a grandeza de sua gente, que luta lado a lado com o povo destes municípios para elevar cada vez mais o nome de nossa região.

Covid

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ACOMPANHE-NOS

UNIDADES FISCAIS

Fique por dentro dos índices - ver todas

Nenhuma unidade fiscal cadastrada no momento!

Versão do sistema: 2.0.0 - 19/05/2022

Portal atualizado em: 17/05/2022 15:45:04

Prefeitura Municipal de Arvorezinha - RS.
Usamos cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar você concorda com nossa Política de Cookies e Políticas de Privacidade.